Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto

Durão critica condenação de Aung San Suu Kyi

O presidente da Comissão Europeia (CE), Durão Barroso, criticou fortemente a decisão anunciada esta terça-feira pela junta militar que governa Myanmar (antiga Birmânia) de condenar a líder da oposição, Aung San Suu Kyi, a uma pena de mais 18 meses de prisão domiciliária.
11 de Agosto de 2009 às 11:52
Durão critica condenação de Aung San Suu Kyi
Durão critica condenação de Aung San Suu Kyi FOTO: Reuters

“Manter Aung San Suu Kyi presa por razões fabricadas viola as suas liberdades fundamentais”, afirmou o presidente da CE, sublinhando que a condenação anunciada pelo regime de Rangum “não serve o tão proclamado interesse nacional de Myanmar”.

Durão Barroso fez ainda questão de garantir que Bruxelas continuará a insistir na libertação “incondicional e imediata” de Aung San Suu Kyi, bem como dos restantes presos políticos mantidos em cativeiro pela junta militar no poder.

As críticas de Bruxelas foram acompanhadas por declarações semelhantes proferidas pelo primeiro-ministro britânico, Gordon Brown, e presidente francês, Nicolas Sarkozy, que defenderam a necessidade de responder com determinação ao regime de Rangum.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)