Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
9

“É muito possível vencer à Espanha”

O seleccionador português admitiu esta terça-feira que será difícil repetir, na meia-final de amanhã do Euro2012, a goleada do último jogo particular frente à Espanha (4-0), mas disse ser possível vencer a campeã Mundial e Europeia.
26 de Junho de 2012 às 19:10
A Arena Donbass recebe amanhã o encontro da meia-final entre Portugal e Espanha.
A Selecção está quase na máxima força para o jogo com a Espanha.
Ronaldo já sabe o caminho para a vitória.
Paulo Bento dá a táctica aos 22 jogadores que amanhã representam Portugal.
Fábio Coentrão e Ronaldo num lugar até agora desconhecido neste Europeu: o banco de suplentes.
Ronaldo mostra que também pode ter dotes para a baliza.
O que preocupará Ronaldo e Pepe?
A equipa cumpre o treino de adaptação ao relvado na Arena Donbass.
Moutinho brinca com Miguel Lopes.
Hugo Almeida já sabe que amanhã vai ser titular no encontro com a Espanha.
Rui Patrício atento aos toques de bola de Nélson Oliveira.
Os jogadores cumprem uma hora de treino de adaptação ao relvado.
Paulo Bento orienta a sessão de treinos na Arena Donbass.
Ronaldo mostra talento no toque de bola.
A Arena Donbass recebe amanhã o encontro da meia-final entre Portugal e Espanha.
A Selecção está quase na máxima força para o jogo com a Espanha.
Ronaldo já sabe o caminho para a vitória.
Paulo Bento dá a táctica aos 22 jogadores que amanhã representam Portugal.
Fábio Coentrão e Ronaldo num lugar até agora desconhecido neste Europeu: o banco de suplentes.
Ronaldo mostra que também pode ter dotes para a baliza.
O que preocupará Ronaldo e Pepe?
A equipa cumpre o treino de adaptação ao relvado na Arena Donbass.
Moutinho brinca com Miguel Lopes.
Hugo Almeida já sabe que amanhã vai ser titular no encontro com a Espanha.
Rui Patrício atento aos toques de bola de Nélson Oliveira.
Os jogadores cumprem uma hora de treino de adaptação ao relvado.
Paulo Bento orienta a sessão de treinos na Arena Donbass.
Ronaldo mostra talento no toque de bola.
A Arena Donbass recebe amanhã o encontro da meia-final entre Portugal e Espanha.
A Selecção está quase na máxima força para o jogo com a Espanha.
Ronaldo já sabe o caminho para a vitória.
Paulo Bento dá a táctica aos 22 jogadores que amanhã representam Portugal.
Fábio Coentrão e Ronaldo num lugar até agora desconhecido neste Europeu: o banco de suplentes.
Ronaldo mostra que também pode ter dotes para a baliza.
O que preocupará Ronaldo e Pepe?
A equipa cumpre o treino de adaptação ao relvado na Arena Donbass.
Moutinho brinca com Miguel Lopes.
Hugo Almeida já sabe que amanhã vai ser titular no encontro com a Espanha.
Rui Patrício atento aos toques de bola de Nélson Oliveira.
Os jogadores cumprem uma hora de treino de adaptação ao relvado.
Paulo Bento orienta a sessão de treinos na Arena Donbass.
Ronaldo mostra talento no toque de bola.

"Há uma coisa que acreditamos, é difícil repetir um resultado tão avolumado, mas é muito possível vencer à selecção espanhola", sublinhou Paulo Bento, em conferência de imprensa.

O seleccionador vincou as diferenças e as semelhanças entre os dois encontros, salientando que agora a importância do jogo é outra. "O normal é que com o passar do tempo as coisas melhorem, que se vá evoluindo e penso que o fizemos. Não me parece que esse jogo tenha de servir de referência, são contextos completamente diferentes. Estamos a falar de meias-finais de um campeonato da Europa, com 50 por cento de hipóteses para cada equipa", sublinhou.

Recusando agarrar-se ao passado, Paulo Bento prometeu "respeitar o adversário, que tem um enorme potencial, com a consciência de que é possível alcançar o objectivo" de estar na final do Euro2012, a disputar em Kiev, a 1 de Julho.

"O outro jogo já foi há muito, foi há quase dois anos. É verdade que os jogadores são praticamente os mesmos, mas é um jogo de cariz completamente diferente. Ficámos satisfeitos com a nossa exibição, mas a história e a estratégia são outras", referiu.


Para Paulo Bento, a "grande identidade da Espanha" está relacionada como mantém a posse de bola e, "através desse domínio, chegar muito junta ao último terço do terreno".

"Essa situação, normalmente, cria também muitas dificuldades quando perde a bola, porque tem muitos jogadores concentrados no centro do campo. Encontraremos muitas dificuldades, mas tentaremos contrariá-las com a nossa identidade", explicou.

Questionado sobre o apoio das mulheres ucranianas a Cristiano Ronaldo - um jornalista local disse que 95 por cento apreciavam o capitão da Selecção portuguesa -, Paulo Bento mostrou, mais uma vez, ambição, por entre risos: "Se possível, gostávamos que ficasse com 100 por cento de apoio das senhoras ucranianas".

Paulo Bento salientou, novamente, a importância e beleza do encontro para desvalorizar a recepção a Cristiano Ronaldo, com gritos por Messi, preferindo destacar o "bom rendimento" do avançado do Real Madrid durante a prova.

paulo bento selecção euro espanha meia-final final donetsk
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)