Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
5

Educação divide sindicato e Governo

O novo estatuto da carreira de docente não está a ser consensual. Em causa está a assiduidade dos professores para o acesso à categoria de professor titular.
5 de Março de 2007 às 18:18
O Governo e FNE estão esta segunda-feira e amanhã reunidos para discutir este documento, não tendo ainda chegado a acordo.
No concurso para o cargo de professor titular, o Ministério da Educação vai ter em conta as faltas dos professores por doença, mesmo com atestado médico como prova, e ausência por morte de familiar. É este ponto que a FNE contesta, ameaçando recorrer para os tribunais, caso o Ministério avance com esta medida. Faltas por licença de maternidade ou paternidade, greve ou actividade sindical não serão fonte de penalização para o acesso ao cargo de professor titular.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)