Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
1

Eleições na FPF: Novo arguido candidato

José António Pereira, candidato às eleições (7 de Janeiro) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) na lista do Conselho de Arbitragem (CA) foi constituído arguido no processo ‘Apito Dourado’, numa certidão enviada para o Tribunal de Felgueiras. Na mesma lista estão ainda mais dois arguidos no processo de corrupção do futebol português: Carlos Esteves e Francisco Costa.
14 de Dezembro de 2006 às 01:05
O antigo árbitro da AF de Aveiro foi indiciado por um crime de corrupção desportiva passiva. Em causa, o jogo Lixa-Infesta (II Divisão) realizado na época 2003/2004, em que terá perdoado uma grande penalidade contra a equipa local. José António Pereira foi apanhado numa escuta telefónica com Luís Nunes, ex-elemento do CA da FPF e arguido em Gondomar, acusado de um crime de corrupção activa sob a forma de autoria, um crime de corrupção activa sob a forma de cumplicidade, três crimes dolosos de corrupção desportiva activa sob a forma de co-autoria e um crime doloso de corrupção desportiva activa sob a forma de cumplicidade
Gilberto Madaíl,presidente da FPF, disse ao CM que não sabia que José António Pereira tinha sido constituído arguido: “Hoje [ontem], quando fui ouvido, perguntei ao juiz de Instrução do processo ‘Apito Dourado’ (Rui Miguel Vieira) se os arguidos podiam concorrer às eleições da Federação. Como os estatutos da FPF dizem que só os condenados com sentença transitada em julgado o não podem ser, o juiz disse-me que não havia qualquer problema”.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)