Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
5

Eleições: Rio admite coligação "à direita" mas liderada pelo PSD

Lusa 28 de Agosto de 2019 às 12:11

O presidente do PSD admitiu hoje uma coligação "à direita" depois das eleições, mas liderada pelos sociais-democratas, explicando que "obviamente o parceiro natural" para uma maioria parlamentar é o CDS.

"Ninguém disse que não fazia isso [uma coligação com o CDS depois das eleições]. Haverá um resultado eleitoral e depois logo se vê. Mas seguramente, à direita, se liderada por mim, nunca haverá uma 'geringonça' montada à pressa e de qualquer maneira só para se conseguir o poder, terá uma uniformidade fundamental que com o CDS sempre existiu", admitiu Rui Rio, em Guimarães.

Num dia dedicado ao Património, o líder do PSD realçou afinidades com o partido de Assunção Cristas explicando que, "obviamente, o parceiro natural do PSD quando precisa de um outro partido para fazer uma maioria parlamentar é o CDS-PP".

Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)