Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
3

Empresas privadas de segurança angolanas deixam de poder utilizar armas de guerra

O armamento de guerra em posse destas empresas de segurança privadas foi várias vezes contestado pela Polícia Nacional, sublinhando a necessidade de desarmamento das mesmas.

22 de Maio de 2014 às 19:15

As empresas privadas de segurança de Angola vão deixar de poder utilizar armas de guerra nas atividades de vigilância, contrariamente ao que acontecia até agora, passando a poder usar apenas armas para autodefesa.

A medida está prevista na nova Lei sobre as Empresas Privadas de Segurança, aprovada esta quinta-feira pela Assembleia Nacional de Angola, que revoga a legislação de 1992, para permitir maior controlo dos operadores do setor e do pessoal afeto a esta atividade.

Empresas privadas segurança angolanas deixam armas de guerra
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)