Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
7

Enfermeiros de 28 maternidades e nove centros de saúde não executarão serviços especializados

Lusa 28 de Junho de 2017 às 16:29

Os enfermeiros especialistas notificaram 28 maternidades e nove centros de saúde de que não irão executar serviços especializados a partir de segunda-feira, em protesto por a sua tabela salarial não estar adequada à complexidade das funções que desempenham.

Bruno Reis, porta-voz do movimento dos enfermeiros especialistas em saúde materna e obstetrícia, que esta noite realiza uma vigília em frente da residência oficial do primeiro-ministro, disse à Lusa que o número de profissionais que pretendem aderir ao protesto não para de crescer.

A partir de segunda-feira, estes profissionais apenas vão executar tarefas de enfermagem geral, o que poderá por em causa alguns serviços, como os blocos de partos, conforme reconheceu a bastonária da Ordem dos Enfermeiros.