Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
6

Entrevista CMTV com António Barreto neste sábado

António Barreto fala sobre Portugal e os portugueses, diz que não volta à política mas que é tempo de sermos mais exigentes com os políticos que temos. Numa longa entrevista a Manuela Moura Guedes e Paulo Pinto Mascarenhas, que será publicada pelo CM na edição de sábado, o sociólogo descreve José Sócrates como um “oportunista na tradição antiga, do séc. XVIII ou XIX”.
18 de Fevereiro de 2011 às 17:24
António Barreto diz que José Sócrates é um oportunista
António Barreto diz que José Sócrates é um oportunista FOTO: Sérgio Lemos

Segundo Barreto, José Sócrates é alguém capaz de "mudar as convicções, as crenças, os desejos em função das necessidades e das circunstâncias". As convicções do primeiro-ministro são de "curta duração".

Como explica o sociólogo, "um grande oportunista, sobretudo em francês, não era necessariamente um insulto ou uma calúnia..."

O presidente da Fundação Francisco Manuel dos Santos e responsável pela Pordata faz um retrato de José Sócrates como alguém que se "quer manter no poder e acredita nele próprio".

O primeiro-ministro, segundo António Barreto, é um resistente e nos próximos tempos vai "resistir, resistir, resistir", atirando as culpas das medidas difíceis para todos menos o próprio: "Ele vai dizer aos socialistas e ao mundo que Portugal está a ser atacado, que temos inimigos, que os inimigos são os financeiros, a banca, a União Europeia, a senhora Merkel - e não sei quem mais."

António Barreto Manuela Moura Guedes Entrevista CMTV. União Europeia
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)