Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
1

Envenenamento criminoso no depósito de água

O fornecimento de água na aldeia de Cabaços, concelho de Moimenta da Beira foi suspenso, por suspeitas de envenenamento da água com pesticidas, de origem criminosa.
3 de Setembro de 2007 às 13:33
O corte do abastecimento deve durar até ao final da semana, ao mesmo tempo que se realizam análises à água, de amostras recolhidas esta manhã pela autoridade sanitária de Moimenta.
O incidente afecta directamente os 250 habitantes da aldeia.
O presidente da Câmara Municipal de Moimenta da Beira afirmou que o envenenamento tem origem criminosa, pois foi feito com a introdução de pesticida líquido pelos orifícios do respiradouro do depósito de água que abastece a aldeia.
O autarca afirmou que os resultados das análises vão demorar algum tempo, admitindo que até quatro semanas, embora a autarquia esteja a pressionar o laboratório para a obtenção de resultados mais cedo.
Entretanto, o depósito já foi limpos, sendo desinfectado amanhã, pelo que se espera que o corte do abastecimento não se prolongue além do fim de semana. Até, a população recebe água através da distribuição com veículos-cisternas.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)