Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
8

Erdogan ataca opositores depois de vitória eleitoral

O primeiro-ministro turco, Recep Tayyip Erdogan, prometeu "ajustar contas" com os seus inimigos após a importante vitória nas eleições municipais, sugerindo novas tensões políticas num país dividido por polémicas e escândalos.
31 de Março de 2014 às 19:46

Ao contrário de uma mensagem de apaziguamento, aguardada por diversos observadores, Erdogan optou por retomar a retórica agressiva contra a oposição que utilizou durante a campanha, em particular contra os "traidores" da organização do imã Fethullah Gulen, o seu ex-aliado e que agora prometeu "eliminar".

"Vamos procurá-los até nos seus esconderijos", prometeu perante milhares de apoiantes reunidos frente à sede do seu Partido da Justiça e do Desenvolvimento (AKP, islamita-conservador) em Ancara. "Vão pagar o preço", prometeu, citado pela agência noticiosa AFP.

Acusado de corrupção desde há várias semanas, visado por comprometedoras escutas telefónicas divulgadas nas redes sociais, o primeiro-ministro turco conseguiu no entanto sair vencedor do "referendo", a forma como encarou o escrutínio municipal de domingo.

Os candidatos do AKP, no poder desde 2002 e com maioria absoluta no parlamento de Ancara, garantiram 45,5% dos votos, uma confortável vantagem face ao seu principal opositor, o Partido Republicano do Povo (CHP, 27,9%), e longe do Partido de Ação Nacionalista (MHP, 15,2%) e do pró-curdo Partido Paz e Democracia (BDP, 6,3%).

O AKP, que venceu todas as eleições desde 2002, conseguiu ainda manter em seu poder as duas principais cidades do país, Istambul e a capital Ancara.

AKP Recep Tayyip Erdogan primeiro-ministro Turquia eleições municipais ataca ajuste de contas opositores
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)