Escola primária acusada de segregação racial na África do Sul

Por Lusa|11.01.19
  • partilhe
  • 0
  • +

Uma escola primária sul-africana está a ser acusada de segregação racial, depois de ter sido divulgada a imagem de uma sala com crianças brancas e negras sentadas separadamente durante a aula.

As aulas no centro Laerskool Schweizer-Reneke, no nordeste da África do Sul, foram suspensas na quinta-feira e a escola permanece hoje fechada, enquanto as autoridades locais investigam o incidente.

A fotografia tornou-se viral e gerou uma onda de indignação na sociedade sul-africana, que durante mais de 40 anos viveu sob o regime segregacionista do "apartheid".

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!