Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
3

Jeroen Dijsselbloem estreia-se no Parlamento Europeu

Debate sobre as prioridades económicas e sociais.
Lusa 12 de Dezembro de 2015 às 10:33
Presença mais habitual na comissão parlamentar, Dijsselbloem vai ao paralamento na terça-feira de manhã
Presença mais habitual na comissão parlamentar, Dijsselbloem vai ao paralamento na terça-feira de manhã FOTO: Reuters

A entrega do Prémio Sakharov, a estreia do presidente do Eurogrupo, Jeroen Dijsselbloem, no hemiciclo e a União Económica e Monetária (UEM) são os principais destaques dos trabalhos do Parlamento Europeu, em Estrasburgo, na próxima semana.


Presença mais habitual na comissão parlamentar dos Assuntos Económicos e Monetários, Dijsselbloem na terça-feira de manhã irá debater com os eurodeputados e representantes da Comissão e do Conselho as prioridades económicas e sociais para 2016, incluídas Análise Anual do Crescimento.


Junto da Comissão Europeia, os eurodeputados vão perguntar sobre prazos da UEM, o ponto de situação sobre o acordo interinstitucional relativo ao Semestre Europeu e a decisão de propor que o presidente do Eurogrupo seja o representante da zona euro no Fundo Monetário Internacional. Na quinta-feira, será votada uma resolução sobre a UEM.


Novas propostas
Na tarde de terça-feira, Frans Timmermans, vice-presidente da Comissão Europeia, apresentará novas propostas sobre o reforço dos controlos nas fronteiras externas do espaço Schengen e o papel da agência europeias de gestão de fronteiras (Frontex), como a criação de guardas fronteiriços.


No mesmo dia, o Parlamento Europeu deve aprovar o acordo celebrado entre a União Europeia (UE) e Timor-Leste para a isenção de visto para os cidadãos comunitários que se desloquem a território timorense e para timorenses que se desloquem à UE por curtos períodos.


Na quarta-feira de manhã, o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, e um representante do Conselho Europeu marcarão presença para um debate com os eurodeputados sobre migrações, crise dos refugiados, terrorismo, a União Económica e Monetária ou o referendo sobre se o Reino Unido continua no espaço comunitário.


Estes alguns dos temas que marcarão a agenda da última cimeira de 2015 dos chefes de Estado e do Governo do ano, que decorrerá entre quinta e sexta-feira, em Bruxelas.


No mesmo dia, Ensaf Haidar receberá em nome do seu marido, o blogger saudita Raif Badawi, condenado dez anos de prisão, o Prémio Sakharov para a Liberdade de Pensamento 2015.

Jeroen Dijsselbloem Eurogrupo União Económica e Monetária
Ver comentários