Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
9

Estudante chinês detido por vender segredos ao estrangeiro

Operação de espionagem durou dois anos.
6 de Agosto de 2014 às 11:23

Um estudante chinês da universidade de Harbin, na província de Heilongjiang (nordeste do país), foi detido por vender 'segredos' a estrangeiros por mais de 32 mil dólares (perto de 24 mil euros), anunciou esta quarta-feira a agência noticiosa oficial chinesa Xinhua.

A polícia autorizou na terça-feira a detenção de Chang, suspeito de ter "conseguido segredos" para "funcionários estrangeiros" mais de 50 vezes em quase dois anos, indicou a Xinhua.

A agência não referiu a nacionalidade dos estrangeiros envolvidos no caso, e acrescentou que Chang recebeu mais de 200 mil yuan.

"O caso reflete a ação de serviços secretos estrangeiros junto de estudantes universitários chineses", declarou a Xinhua.

A China afirma regularmente ser vítima de espionagem, mas Pequim aumentou a vigilância nas últimas semanas.

Na terça-feira, as autoridades chineses anunciaram estarem a investigar um casal canadiano por alegada espionagem, uma semana depois de Otava acusar Pequim de ciberespionagem.

O casal, Kevin Garratt e Julia Dawn Garratt, "são suspeitos de reunirem e roubarem material secreto sobre, entre outras coisas, os objetivos militares chineses e importantes projetos de investigação no âmbito da defesa nacional", afirmou o ministério dos Negócios Estrangeiros chinês.

China espionagem segredos venda
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)