Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
4

Estudantes fazem "funeral" ao ensino superior

Grupo apelou, na cantina da Universidade, à participação dos jovens numa manifestação a nível nacional marcada para 2 de abril, em Lisboa.
24 de Março de 2014 às 15:47

Um grupo de estudantes da Universidade de Aveiro aproveitou a hora de afluência às cantinas, esta segunda-feira, para realizar simbolicamente o "funeral" do ensino superior e apelar à participação num protesto nacional, marcado para 2 de abril, em Lisboa.

 

Com um "caixão" recortado e uma tarja convidando "todos a Lisboa, dia 2, por um ensino superior público, gratuito, de qualidade e democrático", o grupo distribuiu panfletos a quem se encontrava nas filas para tirar a senha de refeição, lembrando a repressão sobre o desfile de estudantes no Campo Grande, a 24 de março de 1962.

 

"Primeiro que tudo estamos aqui para assinalar o Dia do Estudante, relembrando os estudantes que na década de sessenta, sob fortes condições de repressão, lutaram por um ensino superior", justificou Ana Valente, membro da organização, à agência Lusa.

 

Para a jovem universitária, "é uma obrigação continuar a mesma luta" nos dias de hoje, "por um ensino superior acessível a todos, público, gratuito e de qualidade", porque os problemas têm alguma semelhança.

 

O "funeral", explicou Ana Valente, foi uma forma simbólica de "alertar as pessoas que cada dia o ensino superior vai morrendo um bocadinho e, cada vez que uma medida é tomada, vai morrendo", o ensino superior público.

 

"É preciso que estudantes se mobilizem para não deixar que matem o ensino superior com as políticas vigentes", concluiu.

 

Universidade Aveiro Protesto Ensino Superior
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)