Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
3

EUA compraram suspeitos de terrorismo

Os Estados Unidos da América compraram presumíveis suspeitos de terrorismo no Afeganistão e Paquistão por cinco mil dólares, tendo depois transportado os alegados criminosos para Guantanamo, em voos da CIA, através de Portugal.
1 de Fevereiro de 2008 às 18:19
Segundo o relatório da ONG britânica Reprieve, divulgado no início da semana, dois suspeitos foram raptados e vendidos a Washington por cinco mil dólares (3.380 euros).
Em causa está Shaker Amer, natural da Arábia Saudita, mas que residia no Reino Unido e que continua detido em Guantanamo.
De acordo com o relatório da organização não governamental, Amer foi sequestrado no Paquistão em 2001, vendido aos EUA e submetido a diversas formas de tortura em Kabul, Bagram e Kandahar, tendo sido transferido para a ilha de cuba, via Portugal, a 13 de Fevereiro de 2002
Outro dos presumíveis suspeitos que terá sido vendido é Tarek Dergoul, que foi libertado em Março de 2003. O documento da Reprieve indica que Dergoul foi arrastado pela Aliança no Norte do Afeganistão, que o encontrou nos escombros de um bombardeamento. Os captores levaram-no ao hospital, onde lhe foi amputada uma perna, e depois venderam-no aos militares norte-americanos.
Tarek, que tem nacionalidade britânica, foi transportado a partir de Incirlik (Turquia), através de Portugal, para Guantanamo, onde esteve dois anos até ser libertado sem acusações.
Ver comentários