Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
2

Eurogrupo admite riscos acrescidos para a economia

Os ministros das Finanças da Zona Euro admitiram esta sexta-feira a existência de “riscos acrescidos” sobre a evolução da economia europeia, mas afastaram, para já, uma revisão em baixa das perspectivas de crescimento para 2007 e 2008.
14 de Setembro de 2007 às 15:51
“Pensamos que em 2007 e 2008 as nossas economias vão crescer à volta do potencial crescimento, não ignorando que os riscos aumentaram devido aos últimos desenvolvimentos nos mercados financeiros, que não deixarão de produzir impacto sobre as perspectivas de crescimento”, afirmou o presidente do Eurogrupo, Jean-Claude Juncker, também primeiro-ministro e ministro das Finanças do Luxemburgo.
Esta reunião precede a reunião informal dos ministros das Finanças da União Europeia (ECOFIN) que decorre entre hoje e amanhã, na Alfândega do Porto.
Recorde-se que o Eurogrupo é constituído pelos 13 países que aderiram ao Euro: Portugal, Espanha, França, Alemanha, Luxemburgo, Bélgica, Holanda, Dinamarca, Itália, Grécia, Áustria, Finlândia e Irlanda.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)