Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto

Ex-corretor francês condenado quer que avogados se reúnam com Hollande

Jérôme Kerviel recusa-se a voltar a França.
18 de Maio de 2014 às 12:48

O ex-corretor da Societé Général Jérôme Kerviel, condenado a três anos de prisão, instou este domingo os seus advogados para que se reúnam com François Hollande a quem devem "expor todas as incongruências graves" que marcaram o seu processo.

No último dia concedido pela justiça francesa para que Kerviel se apresente às autoridades a fim de cumprir a pena que lhe foi atribuída, o antigo corretor insistiu, em comunicado, que vai permanecer em Itália até obter uma resposta do Eliseu.

O antigo corretor francês, que fez a Société Générale perder 4,9 mil milhões de euros em 2008, encontra-se atualmente em Itália e declarou, no sábado, que se recusa a voltar a França, para cumprir a pena a que foi condenado.

jérôme kerviel corretor condenado françois hollande
Ver comentários