Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
2

Ex-presidente da LAM e mais dois arguidos acusados de desvio de 718 mil euros

Lusa 24 de Outubro de 2019 às 11:42

A justiça moçambicana acusa António Pinto, antigo presidente executivo das Linhas Aéreas de Moçambique (LAM), detido na terça-feira, do desvio de 50 milhões de meticais (cerca de 718,4 mil euros) a par de outros dois suspeitos, anunciou hoje fonte oficial.

O desvio terá sido feito juntamente com um ex-diretor financeiro da transportadora aérea, Hélder Fumo, e uma responsável pela empresa que gere a revista de bordo da empresa, Mia Temporário.

Citando fontes do Gabinete Central de Combate à Corrupção (GCCC), o jornal Notícias, maior diário moçambicano, escreve hoje que os três firmaram um contrato de produção de materiais audiovisuais para a transportadora, que não chegou a ser realizado.