Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
7

Execução iminente de Saddam

Saddam Hussein será executado o mais tardar amanhã, anunciou esta sexta-feira um juiz da instância de recursos do Alto Tribunal Penal, Munir Hadad, autorizado a assistir ao enforcamento do antigo ditador iraquiano. Fontes do governo de Bagdad indicam que o primeiro-ministro, Nuri al-Maliki, assinou a ordem da sentença de morte, mas a notícia de que Saddam foi entregue às autoridades iraquinas foi desmentida por um porta-voz do Departamento de Estado norte-americano.
29 de Dezembro de 2006 às 19:31
Na edição desta sexta-feira, a NBC avançou a notícia de que Saddam Hussein será enforcado este fim-de-semana, antes do início das festividades religios as de "Eid", que se iniciam no próximo domingo.
De acordo com aquela estação de televisão norte-americana, os advogados de defesa de Saddam revelaram que o ex-ditador iraquiano foi entregue pelas forças norte-americanas às autoridades iraquianas, sendo solicitado aos causídicos que recolhessem os seus bens pessoais, num aparente sinal de que a execução estava iminente.
Contrariando estas informações, Tom Casey, porta-voz do Departamento de Estado norte-americano, disse “não ter havido alterações no estatuto” de Saddam. A transferência da custódia do ex-presidente para as autoridades iraquianas será um dos últimos passos antes da sua execução.
Saddam Hussein, Barzan al-Tikriti e o antigo presidente do tribunal revolucionário Awad al-Bandar foram condenados à morte pelo Alto Tribunal Penal, pela execução de 148 xiitas de Dujail, nos anos de 1980.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)