Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
7

Exército vai analisar motivos da alta taxa de desistências do 128.º curso de Comandos

Lusa 16 de Maio de 2017 às 19:11

O chefe do Estado-Maior do Exército disse hoje que as desistências no 128.º curso de comandos no primeiro mês da formação estão "ligeiramente acima da média", admitindo pressão familiar entre os motivos, que vão ser avaliados.

Em declarações aos jornalistas no regimento de Comandos, na Carregueira, Sintra, Rovisco Duarte afirmou que o número de desistências até ao momento no 128.º, que termina em junho, "é ligeiramente superior à média" mas frisou que já houve cursos com taxas de desistência superiores.

O 128.º curso começou em 07 de abril com 57 instruendos e registou até segunda-feira passada 40 desistências, todas a pedido, mantendo-se 17 em formação.

Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)