Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
7

Explosão estelar permite ver linha de neve no espaço

Conjunto de antenas está instalado no Chile.
Lusa 13 de Julho de 2016 às 21:17
A região dos discos que tem lugar nestas transições é conhecida como a "linha de neve"
A região dos discos que tem lugar nestas transições é conhecida como a 'linha de neve' FOTO: EPA

Uma equipa de investigadores observou esta quarta-feira pela primeira vez uma linha de neve dentro de um disco protoplanetário depois da explosão de uma estrela jovem, anunciou o Observatório Europeu Austral (ESO).

Os resultados deste estudo serão divulgados amanhã pela revista científica Nature, tendo sido obtidos graças ao conjunto de antenas do observatório ALMA (Atacama Large Millimeter/submillimeter Array), instalado no deserto de Atacama, no Chile.

"As observações do ALMA foram uma surpresa para nós", avançou o diretor da investigação, Lucas Cieza.

As estrelas jovens estão frequentemente rodeadas de discos, mais conhecidos como discos protoplanetários, através dos quais nascem os planetas, disse o Observatório Europeu Austral (ESO) num comunicado.

Segundo o ESO, a ideia de que existe neve em órbita no espaço é fundamental para a formação de planetas, uma vez que a presença do gelo regula a eficácia do primeiro passo na sua formação.

A região dos discos que tem lugar nestas transições é conhecida como a "linha de neve", que marca o lugar em que a temperatura dentro do disco que rodeia uma estrela jovem é suficientemente baixa, para possibilitar a formação de neve.

Segundo o Observatório Europeu Austral (ESO), o brilho da estrela jovem V883 Orionis aumentou tão substancialmente que aqueceu a parte interna do disco fazendo com que a linha de neve de água surgisse a uma distância muito maior daquela que era esperada, rondando 6.000 milhões de quilómetros.

Inicialmente, os cientistas tinham tentado obter imagens da fragmentação do disco que levava à formação de um planeta, acabando por descobrir estas imagens, o que considera um passo "muito importante" já que é possível indicar que essas explosões estelares são "um evento comum" e acontecem "na maioria dos sistemas planetários".

ESO ESO Atacama questões sociais
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)