Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
4

Expulso dirigente socialista venezuelano por pedir respostas a denúncias de corrupção

26 de Junho de 2014 às 05:35

O ex-ministro da Educação Héctor Navarro confirmou, esta quarta-feira que foi suspenso da direção nacional do Partido Socialista Unido da Venezuela (PSUV, do Governo) por pedir respostas às denúncias de corrupção e críticas à gestão governamental.

"A direção nacional (do PSUV) decidiu passar-me para o tribunal disciplinar do partido e determinou que cesse de imediato as minhas funções como membro (...). Enquanto não for julgado adequadamente, não represento formalmente o meu partido", escreveu num comunicado dirigido aos "camaradas".

Héctor Navarro, um colaborador próximo do falecido Presidente venezuelano Hugo Chávez que também esteve à frente dos ministérios da Energia Elétrica e Ciência e Tecnologia, foi expulso depois de ter solicitado que fossem investigadas irregularidades denunciadas pelo antigo ministro do Planeamento Jorge Giordani sobre o funcionamento da extinta Comissão de Administração de Divisas.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)