Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
4

Falsificavam documentos para obter créditos

A Polícia Judiciária (PJ) deteve dois homens que alegadamente pertencem a um grupo de oito que se dedicava à falsificação de documentos e burla na obtenção de financiamentos entre 2006 e 2008, que provocaram prejuízos de mais de 200 mil euros a instituições de créditos e sociedades financeiras.
17 de Junho de 2009 às 15:29

Da investigação encerrada esta quarta-feira, resultou a constituição de oito arguidos, dos quais dois foram detidos e um deles ficou a aguardar julgamento em prisão preventiva.

Além da apreensão de diversos documentos e contas bancárias, a PJ aprendeu ainda quatro automóveis de gama alta, que tinham sido adquiridos de forma fraudulenta.

De acordo com a PJ, o grupo angariava pessoas com dificuldades económicas a quem cobrava comissões e prometendo facilidades na obtenção de financiamento. Os arguidos ficaram encarregues de tratar do processo, usando para o efeito documentos falsos. Além das comissões, o grupo apoderava-se da totalidade dos créditos obtidos à revelia dos clientes, alguns deles já falecidos.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)