Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
4

"Falso padre" condenado a três anos e três meses de prisão

27 de Março de 2014 às 15:55

O Tribunal Judicial de Braga condenou hoje a três anos e três meses de prisão efetiva um "falso padre" acusado de furto de arte sacra numa igreja daquela cidade e de burla ao respetivo reitor.

O arguido foi condenado pelos crimes de furto qualificado e de burla qualificada, em ambos os casos agravados pelos montantes em causa.

O tribunal justificou a prisão efetiva pelos "vários" antecedentes criminais do arguido, que soma condenações por burla informática, burla qualificada, condução ilegal e usurpação de funções.

Ver comentários