Filho de Camilo José Cela pede cinco milhões de euros

Quando o escritor espanhol Camilo José Cela morreu, em 2002, foi declarado insolvente. Na verdade, não o era. A sua fortuna real está actualmente avaliada em oito milhões de euros, mas na altura foi a forma encontrada pela sua segunda mulher, Marina Castaño – com a conivência do próprio escritor – para deserdar o filho deste, Camilo José Cela Conde. Agora, o juiz deu razão ao filho, que reclama cinco milhões de euros à viúva.
06.06.12
  • partilhe
  • 0
  • +
Filho de Camilo José Cela pede cinco milhões de euros
Camilo José Cela procurou deserdar o filho, Camilo José Cela Conde, fazendo "evaporar" os seus bens através de um sistema de falsas doações Foto D.R.

A primeira vez que o caso foi julgado, em 2010, o juiz já tinha decretado que Marina Castaño entregasse a quantia ao herdeiro de Cela, mas a ex-jornalista recorreu da sentença. 

Agora, um novo tribunal confirmou a decisão e só resta a Marina Castaño pedir a intervenção do Supremo Tribunal. É que entretanto os seus advogados tentaram, sem êxito, conseguir um acordo extra-judicial.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!