Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
3

Filho de Leonor Beleza com pena suspena

Miguel Tavares, o filho da antiga ministra da Saúde Leonor Beleza, é um dos 38 arguidos que esta sexta-feira conheceu a sentença num processo relacionado com o tráfico de droga a decorrer no tribunal de Monsanto, em Lisboa, tendo sido condenado a dois anos e seis meses de prisão com pena suspensa por três anos.
19 de Janeiro de 2007 às 12:33
Segundo aquela instância judicial, ficou provado que Miguel Beleza Tavres cometeu o crime de tráfico menor de estupefacientes punido por uma moldura de uma cinco anos de prisão segundo o artigo 25 do decreto-lei 15/93.
No âmbito da 'Operação Party', a Polícia Judiciária encontrou na residência de Miguel Tavares, numa busca domiciliária em Fevereiro de 2004, um passaporte emitido em nome do arguido com carimbos de entrada e saída de Marrocos, referentes ao ano de 2003, uma lata com vários pedaços de haxixe, com peso líquido de 6,410 gramas, com 11,7% de pureza, correspondendo a 15 doses. Encontrou também uma bolsa contendo dois pedaços de haxixe (9,680 gramas de peso líquido) e 100 pequenos sacos de plástico para acondicionar a droga.
O filho da actual presidente da Fundação Champalimaud chegou a estar detido preventivamente. A acusação do Ministério Público refere que os arguidos se dedicavam "à venda de produtos estupefacientes pelo menos desde Fevereiro de 2003, em vários locais de Lisboa e arredores" e que "através de tais produtos angariavam lucros que constituíam as suas principais fontes de rendimento".
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)