Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto

Fim à comercialização de peles de cães e gatos

A Comissão Europeia (CE) adoptou esta segunda-feira uma proposta que tem por objectivo interditar a importação, a exportação e a venda de peles de cães e gatos no território da União Europeia. Portugal é um dos dez Estados-membros que não têm legislação específica para esta matéria.
20 de Novembro de 2006 às 17:18
Apesar de vários Estados-membros já terem adoptado legislação específica para proibir o comércio de peles de cães e gatos, a CE assinala a necessidade de se harmonizar a regulamentação, já que as interdições à escala nacional não são uniformes.
As peles de cães e gatos estão presentes em peças de vestuário, em acessórios e mesmo em bonecos para crianças. O Executivo comunitário sublinha, contudo, que a aplicação da interdição necessitará de métodos de detecção eficazes, a fim de permitir distinguir estas peles das de outros animais.
Desta forma, a proposta de regulamento, que deverá agora ser examinada pelo Parlamento Europeu e pelo Conselho Europeu, prevê a troca de informação regular entre os diversos países sobre os métodos utilizados e os testes mais eficazes.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)