Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
6

Francisco Tropa, Matt Mullican e Lawrence Weiner na bienal de arte de Coimbra

Lusa 12 de Outubro de 2015 às 10:01

A bienal de arte contemporânea "Ano Zero" começa no dia 31 e junta nome consagrados e jovens artistas que, em mais de 20 exposições, vão dialogar com o edificado de Coimbra, reagindo à inscrição da cidade como património mundial.

Na primeira edição da bienal, vão estar mais de 40 artistas, entre os quais os portugueses Julião Sarmento, Francisco Tropa, António Olaio ou Rui Chafes, e nomes internacionais como os americanos Matt Mullican e Lawrence Weiner ou a brasileira Adriana Varejão.

A bienal, que pretende ser uma resposta da arte contemporânea à inscrição da Alta, Sofia e Universidade como património mundial, vai abordar o património, espalhando as intervenções e obras de arte por diferentes espaços e edifícios da cidade, disse à agência Lusa o diretor da bienal, Carlos Antunes.

Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)