Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
2

François Fillon formalmente investigado por desvio de fundos públicos

Justiça francesa anuncia investigação a pagamentos feitos à mulher e filhos do candidato presidencial.
14 de Março de 2017 às 14:49
François Fillon
François Fillon
Milhares de apoiantes compareceram ao comício em Paris
François Fillon
François Fillon
François Fillon
Milhares de apoiantes compareceram ao comício em Paris
François Fillon
François Fillon
François Fillon
Milhares de apoiantes compareceram ao comício em Paris
François Fillon
O candidato da direita francesa às eleições presidenciais vai ser formalmente investigado por suspeitas de ter pago avultados ordenados à mulher e aos filhos com fundos públicos. A procuradoria para crimes financeiros acusou Fillon de uso indevido de fundos públicos, contrapartida financeira do uso indevido de fundos públicos, cumplicidade no uso indevido de fundos públicos e declaração incorreta de rendimentos.

François Fillon deveria ser ouvido por juízes de instrução na quarta-feira, mas o interrogatório foi antecipado para esta terça-feira. A imprensa francesa dá conta que o político vai ser investigado pela suspeita de "desvio de fundos públicos" por ter pago o emprego fictício da mulher, Penelope Fillon e dos seus dois filhos.

Em causa estão os avultados ordenados que a mulher terá recebido quando Fillon a contratou como assessora, nos tempos em que era deputado. Também os filhos terão sido pagos por trabalhos que fizeram para Fillon.

O candidato é suspeito de ter criado empregos que a mulher e os filhos nunca exerceram, remunerados com fundos parlamentares.

O caso, divulgado no final de janeiro pelo semanário satírico Le Canard Enchaîné, terá permitido ao ex-primeiro-ministro e aos seus familiares receberem mais de 800 mil euros ao longo de uma década.

O candidato nega as acusações, assegurando que os empregos eram reais e admitindo apenas como "erro" ter querido rodear-se de pessoas de confiança

O político do partido UMP, de centro-direita, reiterou várias vezes a intenção de manter a candidatura, apesar da queda abrupta nas sondagens. O político diz-se vítima de campanha de perseguição pessoal.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)