Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
3

Funcionário chinês que tinha em casa 28,5ME condenado a pena de morte suspensa

Lusa 18 de Outubro de 2016 às 04:12

Um ex-alto funcionário chinês que tinha em casa tantos milhões de yuan que as máquinas de contar notas alegadamente avariaram quando as autoridades estimavam o valor foi condenado a pena de morte suspensa.

Wei Pengyuan, antigo vice-diretor de um departamento da Administração Nacional de Energia, foi condenado por ter aceitado subornos no valor de mais de 211,7 milhões de yuan (28,5 milhões de euros), noticiou a imprensa oficial, que cita um tribunal da província de Hebei.

Aquele serviço é tutelado pela Comissão Nacional de Desenvolvimento e Reforma, o principal organismo de planeamento económico da China e um dos mais atingidos pela campanha anticorrupção em curso no país.

Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)