Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
2

Governo antecipa envio de GNR

O Governo anunciou esta segunda-feira a antecipação do envio de 120 elementos da GNR para Timor-Leste, integrados numa força internacional que vai procurar ajudar a restabelecer a ordem pública no território, afectado por uma grave crise político-militar.
29 de Maio de 2006 às 13:18
António Costa
António Costa FOTO: Arquivo CM
O Ministro da Administração Interna, António Costa, revelou hoje que os militares da GNR estão prontos para partir e deverão chegar a Timor-Leste até ao final da semana. Inicialmente, o Governo havia informado que a missão chegaria a Díli até dia 23 de Junho.
“Temos já em estado de prontidão os 120 elementos da companhia e, uma vez resolvidos os problemas de transporte aéreo, vamos poder enviá-los para o território numa só projecção, ao longo desta semana”, revelou o governante.
António Costa esclareceu que a companhia da GNR, à qual caberá ajudar a restabelecer e manter a ordem pública, além de dar formação às forças de segurança timorenses, será enviada de uma só vez para o território e não de forma faseada, como chegou a estar previsto.
"Pensámos inicialmente que ela devia ser projectada só parcialmente esta semana, e depois o resto, até 23 de Junho, mas com um grande esforço que a GNR fez estamos neste momento em condições para a companhia poder seguir inteira já esta semana", referiu.
De acordo com informação avançada pelo Ministro da Administração Interna, o Governo está neste momento a negociar com operadores de transporte aéreo para apurar a disponibilidade para assegurar o transporte dos militares e do material para a missão ainda esta semana.
Entretanto, chegaram já a Timor-Leste os três oficiais da GNR que vão preparar a chegada do contingente português, incluindo o comandante da companhia.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)