Governo avisa bancos que crédito fácil pode pôr em causa recuperação do setor

Por Lusa|29.11.17
  • partilhe
  • 0
  • +

O secretário de Estado adjunto e das Finanças advertiu hoje que um aumento do crédito sem uma correta avaliação do risco pode "pôr em causa" a estabilização financeira conseguida pelos bancos, "também com o esforço dos portugueses".

No discurso de encerramento do Fórum Banca, que se realizou hoje em Lisboa, Ricardo Mourinho Félix considerou que o sistema financeiro está estabilizado e que a plataforma do crédito malparado é um "contributo imprescindível" para a resolução do problema, considerando que "cabe agora ao setor bancário canalizar os recursos financeiros para as empresas mais produtivas e que geram mais emprego, avaliando o risco" associado.

O secretário de Estado avisou que o aumento do crédito imobiliário e ao consumo "sem avaliação de risco adequada não só não representaria uma estratégia de futuro, como seria um desperdício de uma oportunidade única de reorientação do negócio bancário em Portugal, pondo em causa tudo o que foi conseguido pelos bancos, mas também com o esforço de todos os portugueses".

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!