Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
6

Governo de Macau admite que a curto prazo crescimento possa ser afetado "por turbulências"

Lusa 22 de Outubro de 2019 às 07:06

O Secretário para a Economia e Finanças de Macau, Lionel Leong, admitiu em declarações à Lusa que o crescimento económico daquela região da China poderá ser afetado "por turbulências" no mundo e nos "mercados próximos".

Quando questionado sobre se os protestos e confrontos em Hong Kong poderiam afetar a economia de Macau, Lionel Leong, sem nunca se referir diretamente àquela situação, respondeu: "A longo prazo, Macau depende definitivamente do crescimento económico do nosso país, China. Sobre isto não há dúvidas. Mas, a curto prazo (...) uma turbulência está acontecendo, não só à volta do mundo, mas perto do nosso mercado".

"Há coisas novas que estão acontecendo, as quais são imprevisíveis. Durante os mandatos há sempre turbulências, mais ou menos intensas. Então, cada governo, no mundo, tem de se preparar para este tipo de turbulências. Este tipo de mudanças pode ser um desafio [...], depende da forma como as enfrentamos, e como as atacamos ou como as superamos", acrescentou, em declarações à Lusa, à margem de um evento em Lisboa.

Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)