Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
5

Governo israelita aprova emenda constitucional contra amnistia de prisioneiros palestinianos

Líder do partido da oposição ao primeiro-ministro, Benjamin Netanyahu, acusa o governo de "capitular perante a extrema-direita".
8 de Junho de 2014 às 16:41

O governo israelita aprovou este domingo uma emenda à Constituição que prevê impedir a amnistia de palestinianos presos por terem assassinado israelitas.

Este diploma, que terá ainda de ser aprovado pelo parlamento, dará aos tribunais o poder para impedir que o presidente de Israel possa amnistiar ou reduzir as penas dos prisioneiros palestinianos presos por terem morto israelitas.

Segundo Ayelet Shaked, do partido nacionalista religioso Foyer, que se mostrou favorável à proposta de alteração da Lei fundamental, "a libertação massiva de terroristas no quadro dos acordos diplomáticos" poderá ser assim impedida, pois trata-se de "um escárnio" contra os israelitas. Os palestinianos, "muitas vezes", são "punidos com penas de prisão reduzidas", segundo um comunicado do partido.

Já o líder do partido da oposição Meretz (de esquerda), Zehava Gal-On, considerou que a emenda fará com que Israel passe a ter as "mãos atadas em futuras negociações de paz". O Meretz acusou ainda o primeiro-ministro, Benjamin Netanyahu, de "capitular perante a extrema-direita".

Israel governo israelita aprova emenda constitucional amnistia prisioneiros palestinianos
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)