Sub-categorias

Notícia

Ex-chefe da seita Verdade Suprema executado no Japão

Shoko Asahara foi um dos responsáveis pelo ataque com gás sarin no metro de Tóquio em 1995.
Por Lusa|06.07.18

O ex-chefe da seita Aum Shinrikyo (Verdade Suprema), Shoko Asahara, que foi condenado à morte pelo ataque com gás sarin no metro de Tóquio em 1995, foi executado na manhã desta sexta-feira, confirmou fonte oficial do Governo japonês.

Segundo o jornal Bangkok Post, outros 12 membros da seita estão no corredor da morte e serão enforcados. Um porta-voz do Governo confirma apenas a execução de Asahara.

Os 13 elementos do grupo estão no corredor da morte há mais de uma década pelo ataque que matou 13 pessoas e feriu milhares

O enforcamento de Shoko Asahara foi a primeira execução resultane da condenação dos 13 elementos. 

A chefe de gabinete Yoshihide Suga disse esta sexta-feira que as autoridades estão a tomar todas as precauções para evitar qualquer retaliação por parte dos seguidores do ex-líder.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!