Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
8

Governo sem "pressupostos inviezados" com Segurança Social

Passos Coelho diz que é mais transparente encontrar uma solução "antes das eleições".
17 de Abril de 2015 às 14:30
Primeiro-ministro discursa numa conferência promovida pelo Jornal de Negócios
Primeiro-ministro discursa numa conferência promovida pelo Jornal de Negócios FOTO: Miguel A. Lopes/Lusa

O primeiro-ministro disse esta sexta-feira que partiria para a discussão da reforma da Segurança Social com o PS de forma aberta e sem "pressupostos inviezados", considerando que seria mais transparente encontrar uma solução antes das eleições.

"Está tudo em aberto, temos um problema e precisamos de o resolver, era importante que começássemos a dizer como", afirmou o primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, no encerramento da conferência "Os caminhos de crescimento", promovida pelo Jornal de Negócios e que decorreu num hotel de Lisboa.

Falando na mesma iniciativa onde cerca de duas horas antes o líder do PS afirmou que o partido não tem "a menor disponibilidade" para dialogar com o Governo sobre um novo corte de 600 milhões de euros nas pensões, Passos Coelho disse ter pena que não seja possível chegar a um entendimento com os socialistas, sublinhando que seria "muito mais transparente que os portugueses quando fossem a votos soubessem o que lhes ia acontecer, por haver um compromisso de responsabilidade entre os maiores partidos no parlamento".

Segurança Social PS Pedro Passos Coelho pressupostos inviezados
Ver comentários