Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
5

PSD diz que executivo deve continuar trabalho realizado

José Matos Correia falava no final da tomada de posse do XXI Governo Constitucional.
Lusa 26 de Novembro de 2015 às 18:29
O dirigente social-democrata José Matos Correia
O dirigente social-democrata José Matos Correia FOTO: Pedro Catarino

O vice-presidente do PSD José Matos Correia afirmou esta quinta-feira que o Governo que tomou posse deve dar continuidade ao "caminho que retirou o país da crise", e que o discurso de António Costa foi "oposto à ideia de democracia".

"O que é elegível deste Governo é que tenha a responsabilidade suficiente para dar continuidade a um caminho que retirou o país da crise e que tem todas as condições para levar o país onde ele merece estar", disse aos jornalistas o dirigente do PSD no final da tomada de posse do XXI Governo Constitucional, que decorreu no Palácio da Ajuda, em Lisboa.

Questionado acerca do discurso do primeiro-ministro, José Matos Correia vincou: "O apelo à moderação do doutor António Costa seria compreensível se o teor do seu discurso não se baseasse exatamente no oposto do que é a ideia de democracia.

O Partido Socialista optou por um caminho, optou por derrubar o Governo que tinha o apoio da coligação que ganhou as eleições e optou por fazer um entendimento em termos pouco claros com as forças políticas mais radicais da esquerda do parlamento", afirmou, referindo-se aos acordos entre PS, PCP, BE e PEV.

PSD manterá a mesma atitude
O social-democrata acrescentou que "quem fez uma opção tem que viver com ela, e é com base nesses acordos que o partido socialista terá de encontrar soluções".

Quanto ao discurso do Presidente da República, Matos Correia recusou-se a comentar.

"Não faço leituras do que disse o senhor Presidente da República nem faço prognósticos de nenhuma natureza", vincou.

Quanto ao futuro do PSD foi taxativo: "Nós manteremos sempre a mesma atitude de responsabilidade em função da nossa leitura daquilo que é o interesse nacional".

Ver comentários