Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
4

Grécia: Salário mínimo impulsiona economia

Governo grego espera que subida do salário mínimo pode "gerar um pequeno choque positivo no mercado".
23 de Fevereiro de 2015 às 09:03
Ministro grego do Trabalho diz que os empresários não têm medo de voltar a ter de pagar o salário mínimo de 751 euros brutos
Ministro grego do Trabalho diz que os empresários não têm medo de voltar a ter de pagar o salário mínimo de 751 euros brutos FOTO: Kostas Tsironis/Reuters

O ministro do Trabalho grego, Panos Skurletis, acredita que a subida do salário mínimo prevista para 2016 vai impulsionar a economia, mas reconhece, em entrevista à agência Efe, que primeiro é preciso melhorar a situação financeira das empresas.

Panos Skurletis garante que os empresários não têm medo de voltar a ter de pagar o salário mínimo de 751 euros brutos (baixou para 586 euros com o Governo anterior), e defende que "o que os preocupa são outras coisas, que também são prioritárias para o Governo, como as dívidas das empresas aos bancos, às Finanças e à Segurança Social".

O político sustenta que a subida de um salário "numas dezenas de euros" não representa qualquer alteração substancial para um empresário que "talvez só tenham três ou quatro empregados", mas ajuda as pessoas com rendimentos baixos a injetarem esse dinheiro adicional diretamente no mercado. 

"Creio que a subida, para 751 euros brutos, vai gerar um pequeno choque positivo no mercado, e a economia em vez de continuar a baixar poderá começar a subir", afirma, convicto de que este pequeno impulso servirá, a médio prazo, para gerar emprego.

Grécia salário mínimo impulsiona economia ministro do Trabalho grego Panos Skurletis
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)