Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
7

Portugal lamenta afirmação do Presidente da Guiné Equatorial

Governo considera declarações uma "grave violação" dos direitos humanos.
Lusa 19 de Novembro de 2015 às 19:55
Presidente da Guiné Equatorial, Teodoro Obiang Nguema
Presidente da Guiné Equatorial, Teodoro Obiang Nguema FOTO: Reuters

O Governo português lamentou esta quinta-feira "veementemente" declarações do Presidente da Guiné Equatorial, Teodoro Obiang Nguema, considerando que, a concretizarem-se, representam uma "grave violação" dos direitos humanos.

Em causa estão declarações do Presidente equato-guineense, divulgadas no Youtube, a defender que quem mata duas ou três pessoas "não pode ficar impune com vida" e que aos delinquentes mais perigosos do país se devem "cortar os tendões" dos pés para que possam ser identificados mais facilmente pela população.

Estas posições foram defendidas no III Congresso Extraordinário do Partido Democrático da Guiné Equatorial (PDGE), que decorreu em Malabo de 10 a 12 deste mês.

Governo Presidente da Guiné Equatorial Teodoro Obiang Nguema economia negócios e finanças política
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)