Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
1

Grécia: Plano de resgate não será alargado

A Alemanha disse esta sexta-feira que os termos de plano de ajuda para a Grécia não vão ser alterados, após um relatório ter admitido que a chanceler Angela Merkel poderia conceder a Atenas "mais algumas semanas" para cumprir compromissos.
13 de Julho de 2012 às 19:04
Angela Merkel afinal não estará disposta a prolongar o plano de resgate da Grécia
Angela Merkel afinal não estará disposta a prolongar o plano de resgate da Grécia FOTO: EPA / MAST IRHAM

Durante um encontro informal com os media, Steffen Seibert, porta-voz da chanceler, assegurou que "o conteúdo e o prazo do memorando não estão a ser discutidos", numa referência ao acordo firmado entre a 'troika' internacional (União Europeia, Banco Central Europeu e Fundo Monetário Internacional) e Atenas, que envolve dois empréstimos de 240 mil milhões de euros em trocas de reformas económicas e duras medidas de austeridade.

O memorando "é uma precondição necessária para uma futura cooperação", frisou o porta-voz.

"A Grécia deve receber a ajuda de que necessita para estabilizar a sua posição na zona euro, recuperar competitividade, garantir finanças mais sólidas e estáveis. Será um longo percurso e apenas pode ocorrer se a Grécia fizer enormes, enormes esforços", concluiu.

No entanto, Seibert recusou comentar as informações divulgadas esta sexta-feira pelo diário Rheinische Post, onde se refere que Merkel estaria preparada para oferecer a Atenas um prolongamento "de algumas semanas" para atingir os objectivos fixados no acordo com os credores internacionais.

Ao citar fontes governamentais, o periódico referiu que o pedido do actual Governo da Grécia em prolongar por mais dois anos (até 2016) os prazos para atingir os seus objectivos "não é aceitável" e que também não se devem registar alterações ao conteúdo do acordo.


O Rheinische Post também indica que a Grécia não cumpriu 210 dos cerca de 300 objectivos incluídos no memorando de entendimento.

Na quinta-feira, o FMI tinha já referido que a Grécia falhou no cumprimento de diversos objectivos do programa e considerou ser demasiado cedo para discutir a sua eventual revisão. 

Em paralelo, fonte próxima do Governo helénico, citado pela agência noticiosa AFP, referiu que altos responsáveis se reuniram esta sexta-feira para abordar novos cortes orçamentais avaliados em 11,5 mil milhões de euros, uma promessa que foi transmitida aos credores internacionais.

"Os directores financeiros estão reunidos para clarificar o programa que será apresentado em 24 de Julho à 'troika'", admitiu, numa referência à missão de auditores que está a acompanhar em permanência a situação no país.

Grécia Alemanha chanceler Angela Merkel resgate
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)