Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
7

GREVE DO SEF PERTURBA AEROPORTOS

A greve dos funcionários do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF), marcada para hoje, está a afectar o normal funcionamento dos aeroportos e portos nacionais. De acordo com o presidente do sindicato, Gonçalo Rodrigues, a adesão à greve ronda os 100 por cento.
6 de Janeiro de 2003 às 08:51
Os serviços mínimos estão a ser assegurados com apenas cinco funcionários em cada turno em vez dos 20 habituais. O aeroporto de Lisboa está a sentir o efeito da paralisação, onde se registaram diversos atrasos nos voos. Alguns dos voos oriundos de Madrid e Paris foram cancelados.

De acordo com o porta-voz da TAP, António Monteiro, “os atrasos são inevitáveis”. As partidas para os voos intercontinentais, os voos com destino a Inglaterra e Suíça e os voos para países fora do acordo de Schengen serão, segundo este responsável, os que sentirão mais problemas.

António Monteiro acrescenta ainda que a TAP foi obrigada a adiar algumas partidas e que esta situação pode vir a complicar-se ao longo do dia, pois “há muitos passageiros que podem perder as ligações com outros países europeus”.

Os trabalhadores do SEF reivindicam melhores condições de trabalho, mais meios informáticos, mais pessoal, mais viaturas e também o pagamento das horas extraordinárias.

O ministro da Administração Interna, Figueiredo Lopes, afirmou que está a responder às exigências feitas pelo SEF, apostando numa melhoria das condições de trabalho. Apesar destas garantias, o presidente do Sindicato da Carreira de Investigação e Fiscalização, Gonçalo Rodrigues, em declarações à TSF, mostrou-se desconfiado relativamente às “promessas” do ministro.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)