Grupo chinês Huawei despede funcionário detido na Polónia por espionagem

Grupo justificou que incidente teve efeitos nefastos sobre a reputação mundial da marca.
Por Lusa|12.01.19
  • partilhe
  • 1
  • +

O gigante chinês de telecomunicações Huawei despediu o seu funcionário chinês detido na Polónia por suspeita espionagem, num comunicado citado pelo jornal estatal chinês Global Times.

O grupo explicou que "decidiu rescindir imediatamente o contrato com Wang Weijing" uma vez que "este incidente teve efeitos nefastos sobre a reputação mundial da Huawei" e disse que respeita as leis dos países em que opera.

"A Huawei sempre respeitou as leis e regulamentos em vigor no país onde está localizada (...) e exige que todos os funcionários cumpram as leis e regulamentos do país", afirmou o grupo chinês, no comunicado, em que acrescentou que Wang Weijing foi preso por "motivos pessoais", sem mais detalhes.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!