Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
4

Guarda espanhola pede triplo dos agentes em Ceuta para controlar imigrantes ilegais

Atualmente, há três a quatro guardas civis por turno a assegurar o controlo da fronteira.
11 de Maio de 2014 às 18:39

A guarda civil espanhola reclamou, este domingo, que se triplique o número de agentes na fronteira entre Ceuta e Marrocos para conter a entrada de imigrantes ilegais, considerando que o serviço nesta zona "é dos mais duros do país".

Num comunicado citado pela agência Efe, a Associação Unida de Guardas Civis (AUGC) afirmou que a fronteira é "uma autêntica fila indiana de imigrantes e também de delinquentes e de menores", o que é visível nas "entradas permanentes de sírios com passaportes alugados - mais de 140 este ano - ou os que se escondem em fundos duplos de veículos".

Atualmente, entre três a quatro guardas civis, por turno, asseguram o controlo da fronteira, mas a associação defende que o número deve elevar-se para 15, "principalmente durante o dia".

guarda civil espanha fronteira ceuta marrocos imigrantes ilegais
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)