Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
7

Guardas prisionais admitem nova greve para assinalar silêncio da tutela

Júlio Rebelo afirmou que a ausência de diálogo "preocupa bastante" o Sindicato Independente do Corpo de Guarda Prisional (SICGP).

22 de Maio de 2014 às 18:07

O Sindicato Independente do Corpo de Guarda Prisional, com uma vigília marcada para sexta-feira, junto à Direção-Geral de Reinserção e Serviços Prisionais, admitiu esta quinta-feira um novo período de greve para assinalar o silêncio da tutela às reivindicações.

"Neste momento, não temos quaisquer tipo de resposta às reivindicações feitas pelo sindicato", disse à Lusa o presidente desta estrutura, Júlio Rebelo, sublinhando que está em causa o pagamento de subsídio de turno, a integração nas novas tabelas remuneratórias e a ausência de medidas de otimização de serviços, entre outras matérias.

Guardas prisionais admitem nova greve assinalar silêncio tutela
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)