Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
2

Há mais investigadores em Portugal, mas menos dinheiro

Dados do Inquérito ao Potencial Científico e Tecnológico Nacional de 2014.
Lusa 13 de Novembro de 2015 às 17:07
Há cada vez mais investigadores em Portugal
Há cada vez mais investigadores em Portugal FOTO: Ricardo Meireles

O número de investigadores nas instituições portuguesas aumentou em 2014, mas houve uma diminuição de despesa em relação ao Produto Interno Bruto, segundo os dados provisórios do Inquérito ao Potencial Científico e Tecnológico Nacional de 2014 (IPCTN 2014).

Estas conclusões do inquérito divulgado esta sexta-feira pela Direção-Geral de Estatísticas da Educação e Ciência (DGEEC) poderão ainda sofrer alterações até à sua publicação definitiva, que está prevista para o final do primeiro semestre de 2016.

Em 2014 havia 38.487 investigadores, o que significa que 7.4 em cada mil pessoas em idade ativa tinham essa função, segundo os dados provisórios, que revelam um aumento de 674 investigadores em relação a 2013, ano em que se registou uma forte quebra do número de investigadores em Equivalente a Tempo Integral (ETI) e Permilagem da População Ativa.

Produto Interno Bruto Potencial Científico Tecnológico Nacional ciência e tecnologia
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)