Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
6

Helena Roseta questiona Sócrates

Helena Roseta foi este sábado a voz mais crítica no congresso do PS, a decorrer em Santarém, ao questionar se o Governo estará a cumprir o que prometeu aos portugueses, defendendo que o partido tem de ser “implacável” na resposta a essa pergunta.
11 de Novembro de 2006 às 13:36
Durante o discurso de apresentação da sua moção, “Solidariedade e Cidadania”, a dirigente socialista chamou a atenção para a situação da classe média, tendo sido aplaudida quando solicitou ao partido para não voltar a “escolher candidatos sem ouvir os militantes”.
Helena Roseta questionou o Governo de José Sócrates, acrescentando que poderia exemplificar medidas contrárias às promessas eleitorais do PS. Situação, que segundo a dirigente, só pode acontecer “se as razões da mudança forem justas”.
A dirigente concluiu afirmando que para as mudanças serem justas é necessário as medidas serem discutidas livremente dentro do partido, e protestou por serem “colocadas etiquetas de oposição interna” a quem as questiona e quer discuti-las.
Helena Roseta falou ainda acerca do referendo sobre o aborto. A dirigente socialista propôs que, caso o referendo não seja vinculativo, o “grupo parlamentar assuma a responsabilidade de mudar a lei”.
Em reacção ao discurso de Helena Roseta, Alberto Martins, líder da bancada, disse não ser altura para discutir o assunto.
Ver comentários