Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
8

Heras suspenso por suspeita de doping

A Liberty Seguros suspendeu preventivamente o espanhol Roberto Heras, na sequência de um controlo antidoping, que se suspeita ser positivo, realizado na 20ª etapa da última edição da Volta à Espanha, em que alcançou a vitória. O ciclista aguarda agora pelo resultado da contra-análise.
8 de Novembro de 2005 às 15:41
Em comunicado, a equipa espanhola refere que a União Ciclista Internacional (UCI) comunicou a 27 de Outubro à Liberty Seguros que Heras havia acusado a presença de EPO em análises de controlo antidoping realizadas na antepenúltima etapa da Vuelta de 2005.
A etapa, disputada a 17 de Setembro, foi disputada em contra-relógio individual, na ligação entre Guadalajara e Alcalá de Henares. Heras venceu a prova de 2005, repetindo os triunfos conseguidos nas edições da Vuelta de 2000, 2003 e 2004.
Caso o resultado da contra-análise de Heras seja positivo, o seu efeito pode ser devastador para a equipa da Liberty. Nesta situação, o ciclista pode perder a vitória alcançada na Volta a Espanha deste ano, passando o primeiro lugar para as mãos do segundo classificado da prova o russo Denis Menchov, da Rabobank. Heras pode ainda ser afastado da competição durante anos, enquanto a sua equipa corre o risco de perder o patrocínio.
A EPO é uma hormona produzida pelos rins que tem como função principal estimular a produção de glóbulos vermelhos, no entanto, na sua forma sintética, é utilizada pelos desportistas para melhorar o transporte de oxigénio para os músculos e possui um efeito psico-estimulante. A substância está proibida pelo Comité Olímpico Internacional desde 1990.
MANOLO DEFENDE HERAS
Reagindo às acusações que pendem sobre Heras, o director da equipa de ciclismo Liberty Seguros, Manolo Saiz, considerou este “um momento muito difícil para todos e muito duro a nível pessoal”. Em declarações à Rádio Marca, o responsável da equipa garantiu que poria as suas “mãos no fogo pelo Roberto Heras”.
Ver comentários