Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
8

Homicida condenado a 20 anos

Um homem foi esta quarta-feira condenado a 20 anos e quatro meses de prisão por ter assassinado a mulher, ficando ainda obrigado a indemnizar a filha e os sogros.
4 de Junho de 2008 às 17:31
O arguido na altura em que retiravam o corpo da mulher da lagoa
O arguido na altura em que retiravam o corpo da mulher da lagoa FOTO: Nuno André Ferreira

O Tribunal de Mangualde condenou Paulo Silva, 31 anos, pelos crimes de homicídio qualificado, “cometido com frieza de ânimo”, e detenção e uso de arma proibida. O arguido foi absolvido do crime de falsificação de documento.

Os factos remontam a 14 de Julho de 2007, quando o corpo da mulher, de 30 anos, foi encontrado na lagoa da pedreira da Cunha Baixa, um dia depois de o marido ter comunicado o seu desaparecimento a familiares, vizinhos e até à GNR, com a qual participou nas buscas.

O Tribunal considerou que Paulo Silva teve a intenção de matar Carla, munindo-se de uma arma e de luvas. Pela meia-noite, atraiu a mulher à pedreira, enquanto a filha dormia, atingido-a com quatro tiros enquanto aquela estava ao volante do carro. Antes de consumar a morte, o arguido ainda atingiu a mulher “com um objecto contundente, fazendo com que ela mergulhasse na água na lagoa. Depois destravou o carro e atirou-o para a lagoa.

À filha do casal, actualmente com cerca de três anos e à guarda dos avôs maternos, Paulo Silva terá de pagar uma indemnização de 150 mil euros pelos danos morais sofridos. Aos sogros coube uma indemnização de 30 mil euros a cada.

Ver comentários