Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
8

Hospital Amadora-Sintra suspende visitas a doentes internados

Em causa está a evolução local e regional da pandemia de Covid-19.
Lusa 14 de Janeiro de 2022 às 10:16
A carregar o vídeo ...
Hospital Amadora-Sintra suspende visitas a doentes internados
As visitas aos doentes internados no Hospital Fernando Fonseca (Amadora-Sintra) estão suspensas a partir de hoje "devido à evolução local e regional da pandemia de covid-19", anunciou a instituição.

O Hospital Fernando Fonseca (HFF) anunciou em comunicado que se trata de uma medida preventiva, de caráter excecional e temporário, para "a redução de potenciais cadeias de transmissão".

"O nosso dever é salvaguardar a vida dos doentes e das suas famílias, razão pela qual decidimos suspender as visitas aos doentes internados", refere o Conselho de Administração do Hospital Fernando Fonseca citado no comunicado.

Afirma compreender que "é uma situação delicada", mas defende ser "prioritário tentar travar as elevadas taxas de infeção por covid-19".

"Por esse motivo, pedimos a compreensão e colaboração de todos. Esta medida será reavaliada conforme a evolução da pandemia", sublinha o Conselho de Administração do Hospital Fernando Fonseca.

Atualmente, encontram-se internados no hospital 164 doentes com covid-19, dos quais seis na Unidade de Cuidados Intensivos.

O Hospital Fernando Fonseca serve uma população de 550 mil habitantes dos concelhos de Amadora e de Sintra.

A covid-19 já matou em Portugal, desde março de 2020, 19.203 pessoas e foram contabilizados 1.774.477 casos de infeção, segundo a última atualização da Direção-Geral da Saúde.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China.

Uma nova variante, a Ómicron, considerada preocupante e muito contagiosa pela Organização Mundial da Saúde (OMS), foi detetada na África Austral, mas desde que as autoridades sanitárias sul-africanas deram o alerta, em novembro, foram notificadas infeções em pelo menos 110 países, sendo dominante em Portugal.

Ver comentários