Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
3

Catorze concelhos do continente e um na Madeira em risco máximo de incêndio

O risco de incêndio poderá diminuir a partir de hoje em algumas regiões do país devido à previsão de chuva fraca e descida das temperaturas.
Lusa 3 de Junho de 2019 às 07:05
Incêndios
Incêndios
Bombeiros
Incêndios
Incêndios
Bombeiros
Incêndios
Incêndios
Bombeiros

Catorze concelhos dos distritos de Faro, Portalegre, Castelo Branco, Santarém e Bragança, no continente, e Santa Cruz, na ilha da Madeira, apresentam hoje um risco máximo de incêndio, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Em risco máximo de incêndio estão os concelhos de Silves, São Brás de Alportel, Tavira, Alcoutim e Castro Marim (Faro), Marvão, Nisa e Gavião (Portalegre), Vila Velha de Ródão e Proença-a-Nova (Castelo Branco), Mação e Sardoal (Santarém) e Mogadouro e Vimioso (Bragança).

O IPMA colocou também mais de 60 concelhos de Faro, Beja, Santarém, Castelo Branco, Portalegre, Viseu, Coimbra, Guarda, Aveiro, Vila Real e Braga em risco muito elevado.

Em risco elevado de incêndio estão ainda vários concelhos de todos os 18 distritos de Portugal continental.

No arquipélago da Madeira, o concelho de Machico apresenta hoje risco máximo de incêndio e os de Machico, Funchal, Câmara de Lobos (apenas alguma localidades) e Porto Moniz (algumas localidades) risco muito elevado.

O risco de incêndio determinado pelo IPMA tem cinco níveis, que vão de "reduzido" a "máximo", sendo o "elevado" o terceiro nível mais grave.

Os cálculos para este risco são obtidos a partir da temperatura do ar, humidade relativa, velocidade do vento e quantidade de precipitação nas últimas 24 horas.

O risco de incêndio poderá diminuir a partir de hoje em algumas regiões do país devido à previsão de chuva fraca e descida das temperaturas.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)